sábado, 15 de dezembro de 2012

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Modus Operandi



  
 

Eleições em São Paulo: Aqui o Bicho pega...

Em 1985, ele ainda não era tucano, mas era o favorito...

...Mas foi "varrido" pelo "Vassourinha"!

Em 1988, o 1º voo dos Tucanos. Mário Covas tentou avisar...

... Que tinha alguém correndo por fora!!! Atropelou até o poderoso Dr. Paulo!


Fonte: Acervo Folha

terça-feira, 23 de outubro de 2012

O menino pobre que mudou o Brasil?

"O final do julgamento do mensalão multiplica por 25 – o número de condenados – a responsabilidade futura do STF. É inegavelmente salutar que, pela primeira vez na história do País, um grupo de políticos e banqueiros tenha sido condenado por corrupção. Mas, a partir de agora, os olhos da Nação estarão voltados para cada um dos ministros do Supremo para exigir idêntico rigor, para que a Justiça se multiplique e de fato valha para todos."

Cynara Menezes. Leia aqui a íntegra.

Surra de cinta (podem desligar os aparelhos)

O tucanato e seus veículos oficiais de comunicação têm se mostrado tão perdidos; a surra imposta pelo PT tem sido tão acachapante, que, daqui a pouco, já não se poderá mais falar sequer em polarização.

Nem mesmo a patética comovente tentativa de alçar o objeto da Ação Penal nº 470 à condição de "maior escândalo de corrupção da história do Brasil" foi capaz de frear o sólido crescimento petista: em plena espetacularização do julgamento, o partido de Lula, domingo próximo, finalmente deverá romper aquele que talvez seja o último bunker tucano, elegendo o debutante Fernando Haddad. E, tudo indica, o fará com larga vantagem. Surra de cinta, mesmo.

Resposta das urnas ao partido que, nascido de centro-esquerda, para alcançar o poder aliou-se ao Carlismo e a tudo o que de pior grassou pela política brasileira; partido que, nos anos 90, seguiu docilmente a cartilha de Washington, dilapidando de maneira irreversível o patrimônio estatal e abandonando o país aos humores do capital especulativo; partido cuja morte do grande Mário Covas implicou na perda da única figura política que ainda lhe conferia algum lastro; partido, enfim, que talvez tenha na constrangedora imagem abaixo sua mais completa tradução.



De fato, a coisa anda tão feia para os lados de Higienópolis que, como já disse, começo a temer pela possibilidade de que, no plano nacional, venhamos a perder aquela sempre saudável alternância no poder. Não, não estou aqui tecendo teorias catastrofistas sobre o fim do Estado Democrático de Direito, mas apenas preocupado com a possibilidade de que, por pura falta de opção nas urnas, acabemos por promover a duradoura e nociva acomodação de uma única estrutura partidária na máquina estatal.

E, como o PSDB dá mostras de não ter mais fôlego para se reinventar como partido (bem o demonstra a fórmula adotada nos últimos anos, um empoeirado mix de udenismo barato e populismo rasgado), torna-se cada vez mais urgente o surgimento de uma terceira via, um partido que venha a fazer oposição madura e responsável ao PT.

Uma nova força que, se não for pedir muito, deverá, sem meninices universitárias, situar-se à esquerda do Partido dos Trabalhadores - que, com todos os seus defeitos, até que este dia chegue seguirá sendo a melhor opção.

sábado, 20 de outubro de 2012

Ligações Perigosas

FERNANDO HADDAD é apoiado por PAULO MALUF, que foi padrinho político de CELSO PITTA, que tinha com secretário de planejamento GILBERTO KASSAB, que foi vice prefeito de JOSÉ SERRA, que é do P.S.D.B. do qual faz parte F.H.C., que esteve presente na reunião de fundação do P.T., junto com LULA.


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Eu retomo, tu retomas...

Trabalhamos com ironia   O Curintia já comprou o título paulista de 77, os cinco Brasileiros, a Libertadores, o Mundial de 2000 - agora, o de 2012, que vai ganhar -, a Globo, a CNN, os governos Federal, Estadual e Municipal, o Lula, a Odebrecht, a CBF, a FIFA, a Casa Branca, o Pentágono, a ONU... tudo isso considero normal...
Só não entendo uma coisa:  com tanta grana, por que diabos não compraram Messi, Xavi e Iniesta para, finalmente, quem sabe ganhar um título na bola??
Zé Povinho é foda, viu?!...


Se liga, brô!    Beleza, eu também curto The Smiths bagarai, etc e tal... Mas convenhamos que tem que ser muito bicha pra usar camisa da banda, cê num acha?!?


Keep Walking   Se, aos 16, tivesse seguido meus instintos, hoje estaria feliz da vida, vendendo marica de Durepox pros maconheiros de Trindade. 
Mas, afinal, para que serve a família se não for pra desvirtuar o Cerumano, não??


Toca Raul!!   









segunda-feira, 1 de outubro de 2012

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Trilha de hoje

Roomful of Blues, em sua lendária formação com Sugar Ray Norcia nos vocais. Em todos os sentidos, um frontman espetacular!

Nescafé & Blues Festival, Palace, 1995

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

XX

Praga, agosto de 1968

Québec? Para dormir, só assim...

Será que algumas horas de bloqueio em apenas uma das faixas numa ruazinha periférica como a Santo Antônio trariam conseqüências, assim, tão catastróficas ao trânsito paulistano? 
Seria, o congestionamento resultante, ofensivo de modo a justificar que se opte pelo uso, durante toda a madrugada, de britadeiras e outros equipamentos pesados numa esquina cercada por edifícios residenciais?

Planejamento? Estudos de impacto? Bah!, isso seria serviço de gente crescida - e, afinal, estamos falando da Prefeitura Municipal de São Paulo. Aqui, desde sempre, tendo a borracha ao alcance da mão, preferimos apagar com cuspe. 

Aqui, a conta é bem mais singela, meu filho: obras públicas, se executadas em bairros, jamais terão expediente fora do chamado horário comercial; já na (também populosa) região central, contudo, mesmo que o serviço seja meramente estético e realizado numa viela sem saída, a marreta vai cantar mesmo é das 22 às 5h. E isso sempre.

Simples assim.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Você conhece Pomerode?

Segundo sítio oficial de sua Prefeitura, Pomerode é uma cidade com, aproximadamente, 28 mil habitantes, que fica em Santa Catarina e é intitulada a Cidade Mais alemã do Brasil. E qual a relação dessa linda cidade com a cidade de São Paulo? Você não sabe...?
Graças ao Exmo. Vereador Goulart (PSD), desde abril de 2007, por Projeto de Lei, Pomerode e São Paulo são cidades irmãs!!
Esse mesmo vereador fez um outro Projeto de Lei que cria a Rádio Ônibus (agosto 2006), que deveria ser implantada em todos os veículos do Sistema de Transporte Público do Município de São Paulo, com boa música e noticiários local, nacional e internacional.
Outro projeto fantástico desse Vereador é a Lei que Proíbe soltar Pipa (novembro de 2006) a menos de 500 m da rede elétrica, com pena de multa de R$200 ou mais, dependendo da reincidência.
É ainda, de autoria desse Ilmo. Vereador, o Projeto que Proíbe a Propaganda Eleitoral em Muros da Cidade (junho de 2008) e o Dia dos Devotos de São Jorge Guerreiro (OGUM) (novembro de 2008)
São todos projetos viáveis e se não foram regulamentados pela Executivo foi por pura picuinha político partidária!
Mas, citarei a seguir,  algumas Leis aprovadas pelo Exmo. Vereador: Dia de Interlagos, Dia do Jardim Miriam, Dia do Jardim Campo Grande, Dia do Bairro do Colônia, Dia da Vila Missionária, Semana Comemorativa da Cidade Ademar, Programa São Paulo Capital do Natal e, como não poderia deixar de ser, o Dia do Torcedor Corintiano!
O Caríssimo Exmo. Vereador Goulart é candidato a reeleição pelo PSD. É vereador de São Paulo desde 1996.

Plano de férias


Bonitinha, mas ordinária

Uns 15 dias atrás, a caminho de Brasília, resolvi comprar a Rolling Stone de agosto. 

Sabia que a edição de nº 71 seria meu primeiro e, provavelmente, último contato com a publicação. Naquele momento, porém, precisava de algo um pouco menos cretino que as revistas de bordo, mas que também não me exigisse demais às cinco e vinte da matina. 

Sonolento, de ressaca, resolvi arriscar.

A escolha não poderia ter sido mais adequada! A Rolling Stone é tola, juvenil, mal escrita, mal traduzida... as críticas dedicam seriedade impressionante a bobagens como Katy Perry, CSS e Bonde do Rolê. 

Ok, teve uma boa entrevista com Tom Zé. Mas, também aí, o mérito coube todo ao entrevistado - pois o entrevistador foi primário.

Enfim, belas imagens e mais nada. 


terça-feira, 4 de setembro de 2012

XX


Uma musiquinha pra relaxar!

É Barra viu...!

No 1º lugar dos piores do mês de agosto, está a Propaganda Eleitoral Gratuita para os candidatos a Prefeito de São Paulo. O que descreverei agora são apenas as minhas impressões. Em caso de gafe, por favor me corrijam...
Temos um candidato que fala que não tem Padrinho Político... Não tem "aqui e agora", mas começou sua carreira política ao lado do Dr. Paulo, e hoje é "patrocinado" pela IURD!
Aliás, o Dr. Paulo avalizou a candidatura de um outro, que se intitula o MAIOR MINISTRO DA EDUCAÇÃO QUE O BRASIL JÁ TEVE e que administrou um orçamento maior que o da cidade de São Paulo. Mas, como Ministro da Educação, não conseguiu fazer um ENEM sequer que não fosse contestado por fraude e vazamento de gabaritos.
Temos ainda um candidato que é pura "paz e amor", que alisa Tucanos e afaga Petistas, e se diz a melhor opção justamente por isso. Pensando bem, o partido dele sempre esteve ao lado do poder, não importando quem ou o que estava no poder, desde a época da ditadura militar...
A representante feminina é pura "liberdade pra dentro da cabeça". Diferente dos outros, não aparece em caminhadas pela periferia, ou em centros comerciais. Vai apenas a eventos: Feiras de livros, colóquios em sindicatos e associações comerciais, participa de palestras em ONG´s e afins e etc. Quer promover a revolução da mobilidade na cidade, porém não vi nada de mais em suas ações enquanto foi Sub-Prefeita da Lapa (nem ouvi falar).
Esses são os caras do card principal, mas ainda tem o "Homem do Aero Trem", "o Democrata Cristão", "o cara da Força", a galera da esquerda radical e um outro da "Pátria Livre"
Assim, apresentado o cardápio eu pergunto: qual a melhor opção? Aqui em São Paulo eu não sei, mas se eu morasse em Barra Bonita, já teria a minha "intenção de voto" para vereador. O caos se aproxima!



sábado, 25 de agosto de 2012

Sinceridade

Eu gosto assim:

Clique na imagem para ampliar

Coisa irritante

Diz aí: como é que se discute com alguém totalmente desprovido de brio? Como atingir quem não tem um pingo de dignidade? Que não se incomoda por nada?

A absoluta falta de vergonha na cara, isso sim, é a liberdade suprema.

XX

Charles C. Ebbets, New York, 1932

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Trilha de hoje

Foi numa coletânea da Atlantic Records que me apaixonei por Freddie King. Acho que quase furei a bolacha de tanto ouvir Play It Cool...


Tem dó, né?!

Pessoas, pelo amor de Deus: ela é só uma vovozinha devotada que tentou retocar a parede da igreja num lugarejo de 4 mil habitantes.

E daí? Picas.

Aliás, desde quando essa gente passou a se interessar por conservação e restauro de obras de arte?

Pior é que a obra nem era grande coisa... Porém, mesmo que ela tivesse adulterado a Guernica, não se justificaria o linchamento virtual a que essa senhorinha octogenária está sendo submetida. 

Que crueldade é essa, agora? A idosa não deve estar entendendo patavina - afinal, não envelheceu nesse mundo de débeis mentais globalizados no qual estamos crescendo.

E Luiza que está no Canadá é a putaqueospariu!

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Meu guru

"No momento em que o grupo se organiza - e aí você pega a Igreja, o Partido Comunista, qualquer grupo - as intenções são sempre maravilhosas. Depois de organizado, o que o grupo faz? Primariamente se defende e só depois defende aquele princípio ao qual se destina. O problema básico do grupo passa a ser a sua própria sobrevivência. 
Por exemplo, vocês resolvem defender esta comunidade, de repente chego eu de fora e digo: 'Não, não é bem assim, isso vocês não estão fazendo direito, vocês não estão defendendo a comunidade, estão é se locupletando (em dinheiro ou prestígio).' Aí então vocês nem pensam se a crítica é verdadeira ou não, e dizem: 'Este Millôr é um filho da puta!' Quer dizer, primeiro vão me destruir, depois então vão pensar de novo: 'O que é mesmo que nós estávamos defendendo?'"
.
(Millôr Fernandes, 1980 e tal, em entrevista à revista Oitenta)

terça-feira, 21 de agosto de 2012

XX


Como é que faz?

Desde que me conheço por eleitor, lembro-me de só haver anulado o voto uma única vez; foi em 1994, no segundo turno para o Governo do Estado, disputado por Mário Covas e Francisco Rossi. 

À época, instintivamente, achei que devia votar em Covas. Contudo, ainda adolescente, personalidade em formação, não me senti à vontade para escapar à orientação do partido com o qual simpatizava - historicamente, e até então, o único nesse país a agir em bloco.

Coisas de adolescente: votei nulo, fui para casa e torci para que não desse Rossi...

Mas eis que, passados 18 anos daquele episódio e às vésperas das eleições municipais em São Paulo, vejo o único candidato sobre o qual eu depositava alguma... alguma... esperança? expectativa?... iniciar a campanha dessa forma:

"É nóis, mermão! Tâmo junto, trutado!"
.
.
É triste, mas tô começando a achar que meu voto "subiu no telhado" de novo...

AQUI AGORA


.
.
Considerando o excelente desempenho apresentado pelo candidato Celso Russomano nas recentes pesquisas de intenção de voto para o pleito municipal, este blogueiro não vê outra alternativa senão render-se à vocação paulistana para a bizarrice. 

Está no nosso DNA eleitoral. Fazer o quê?
.
Em vista disso, resta-me apenas registrar minha singela contribuição ao simpático candidato, sugerindo alguns nomes de peso para a futura composição de governo deste infatigável defensor dos direitos do consumidor:
.
Sec. de Relações Internacionais - Geraldo Rivera, o Geraldo

Sec. de Segurança Urbana - Gil Gomes

Sec. da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida - Wagner Montes

Sec. de Esportes, Lazer e Recreação - Adilson Rodrigues, o Maguila

Sec. Especial de Direitos Humanos - Luiz Carlos Alborghetti

Sec. de Assistência Social - Silvia Popovic

Sec. do Verde e do Meio Ambiente - Felisberto Duarte, o Feliz

Chefia de Gabinete - Jacinto Figueira Jr, o Homem do Sapato Branco

Ouvidoria da Prefeitura Municipal - Christina Rocha
.
- “Alô?”
- “Lamento, mas infelizmente o sr. perdeu o direito de registrar a reclamação. Da próxima vez, não diga ‘alô?’, diga ‘alô Christina!’”
.
.
E piririm, e pororóm!

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

XX

Versão já sem Trotsky, escolhida  por não apenas mantê-lo, como ainda inserir Stalin...

Cara de pau tem limite!

Impedimento doloso triplamente qualificado: "pode isso, Arnaldo?"
.
.
Vamos propor um exercício: assista ao vídeo acima (cuidado, são imagens fortes!). Viu?! Ok. Agora reveja, porém tentando imaginar os atores invertidos - os de preto, na verdade, serão os de branco; e, os de branco, imaginaremos que vestem preto.
.
Agora, sim: trata-se do maior escândalo da história do futebol mundial, não?!
.
O que ocorreu na Vila Belmiro ontem foi grave. Ao contrário do que os torcedores e jornalistas (aliás, nem sei por que ainda insisto nessa distinção) anti-corinthianos, malandramente, pretendem, o 2º gol marcado pelo Santos no clássico de ontem não foi um "lance polêmico", "suspeito", "de interpretação". Ele foi simplesmente isso aí que vocês viram no vídeo acima - algo que, até o momento, fui incapaz de adjetivar de forma adequada e, principalmente, educada.
.
Até a imprensa internacional repercutiu esse absurdo. O site britânico The First Post, por exemplo, chegou ao ponto de definir o lance como "a pior decisão de arbitragem em um impedimento na história".

Pára, né, gente. Cara de pau tem limite! Já levaram vantagem, ceeeerrrrrto? Já faturaram "no mole", não foi? Então, agora, aceitem um conselho: fiquem na miúda e mudem de assunto - porque esse aí está ficando feio demais para vocês...
.
Por muito, mas muuuuuito menos, já vi jogadorzinho por aí tendo chilique.
.
Que papelzinho, hein, meu filho?!
.
.
Mas, enfim, agora é bola pra frente - pois quem vive de passado é viúva. 

Pauta da Semana no Futebol: Arbitragem

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

NASA descobre Deus?

Clique para ampliar
.
Ao menos, é assim que O imagino...

Trilha de hoje

Os dinamarqueses do Beefeaters lançaram o 2º e último álbum da banda em 1969. Porém, somente mês passado é que conheci a jóia.
.
Um viva à Aqualung Records!
.

Futebol e etc.

O de sempre    Ao que tudo indica, o zagueiro Marquinhos, de apenas 18 anos, deverá mesmo atuar pela Roma na temporada 2012/13 do campeonato italiano. Considerado a maior revelação das categorias de base do Corinthians nos últimos anos, ele seguirá para o clube italiano por empréstimo, porém com valor de passe já fixado. Ou seja: muito provavelmente, não volta mais.
.
Se confirmada a negociação, trata-se de uma cagada digna dos “áureos tempos” do Seu Alberto Dualib. Marquinhos tem enorme potencial: joga de queixo erguido, demonstra personalidade impressionante para um garoto de sua idade, tem ótimo desarme e bom passe; versátil, já provou ter condições de atuar também na cabeça de área e até mesmo na lateral.
Se bem trabalhado, acredito que tomará conta do miolo de zaga da Seleção Brasileira em, no máximo, 4 anos.
.
Porém, ao final do empréstimo, a A.S. Roma – que, recentemente, também já nos ceifou Leandro Castán – deve adquirir seus direitos federativos por uma cifra dezenas de vezes inferior à que receberá quando, daqui uns anos, resolver negociá-lo com outra equipe europeia.
.
Para seu lugar, contrataremos um perebinha qualquer que esteja disputando a Série B, já com seus 25, 26 anos de idade, apenas para “compor elenco”.
.
Espero muito estar enganado. Adoraria ter de morder minha língua quando, daqui um ano ou dois, Marquinhos voltasse do Velho Continente cheio de experiência e moral para, aí sim, jogar em alto nível pelo clube que o formou.
.
Mas, por ora, só o que consigo ver é a repetição dos mesmos erros de sempre.
.
.
.
Fora o escárnio...   Nos últimos jogos, o Corinthians tem entrado em campo ostentando em seu uniforme um patch em alusão à conquista da Libertadores da América. 
Sei que sou minoria, mas, particularmente, acho a medida uma tremenda de uma bobagem. Claro, ganhar a Libertadores foi ótimo e tal. Mas supervalorizá-la dessa forma equivale a fazer o jogo deles.
.
 Diz aí: não fica mais estiloso?
.
.
Fosse eu o responsável pelo Marketing do clube e a camisa traria, já na partida seguinte à conquista do torneio continental, um selo comemorativo dos 35 anos do título de 77 – homenagem mais do que justa aos verdadeiros Libertadores na Nação.
.
.
.
Eu podia estar roubando, podia estar matando...[O sentimento] Não é de vergonha, com certeza. A gente não está fazendo nada errado. Não fazemos parte do mensalão, não estamos roubando ninguém.”
.
A pérola é do técnico Ney Franco, questionado sobre a vergonhosa derrota do São Paulo por 3 a 0, diante do Náutico – a terceira seguida do clube do Morumbi.
.
.
Que beleeeeeeza!
.
.
Porém, mais do que a (sempre bem-vinda!) má fase tricolor, o que me chama a atenção no caso é a banalização desse termo cunhado pela mídia em razão dos possíveis crimes de que trata a Ação Penal nº 470, em julgamento no STF. Cabe de tudo sob esse guarda-chuva – e, por outro ângulo, meu parceiro de canalhices também já andou falando sobre isso por aqui.
.
Aliás, semana que vem haverá mais uma edição da indigesta reunião anual de condôminos no edifício onde moro. Aposto com quem quiser me desafiar: nalgum momento da peleja, o referido termo será usado para atacar a atual gestão de Sua Majestade, o Sr. Síndico.
.
Sem entrar no mérito da questão, visto que compete à Justiça apurar as responsabilidades, questiono apenas se o fato da ação penal ter se transformado nesse circo todo realmente dificulta a vida da defesa – como, creio, pretendiam inicialmente os idealizadores desse show midiático. Ou será que, ao banalizar a questão, ao superdimensioná-la, ao expô-la a tamanho ridículo, a tentativa de fazer deste evento o sepulcro do alto clero petista não poderá ter saído pela culatra?

Sexta-feira!

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Mais um passo

Então, quer dizer que o cara raptou, espancou, humilhou, estuprou, violou, torturou, assassinou, esquartejou, ocultou cadáveres, falsificou documentos oficiais, enfim, fez o diabo; porém, não apenas dorme com os anjos, certo de que jamais pagará pelos crimes hediondos que cometeu, como sequer aceita carregar a pecha de torturador?

Desculpe-me, mas ao menos por isso você e os seus têm de passar, Sr. Carlos Brilhante Ustra. E dê-se por satisfeito: lamentavelmente, alternativas bem mais interessantes sequer foram postas em discussão.



Já que eleição não é feira livre...

... segue um vídeo que pode ajudar os leitores a escolher um político um pouco mais confiável. Curti a idéia!!


segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Antes do milagre olímpico...

Na semana passada fui fazer um curso de capacitação num bairro chamado Cidade A. E. Carvalho, na Zona Leste de São Paulo, muito próximo do estádio que vai sediar a abertura da Copa 2014. Fui de carro, pela principal via de acesso, a famosa Radial Leste, que eu conheço muito bem até a Vila Guilhermina...
O caminho até a Penha vai bem, pista larga, 3 faixas ou até mais, dependendo do trecho. Passou dali, pista dupla, pra dividir com os ônibus. Pude observar também todos os trens lotados, sentido centro, algo que com certeza, se repete na volta da galera. 
O estádio vai ficar pronto, de qualquer jeito, não tenho dúvidas disso, mas e o resto?? 
Tô até vendo: dia de jogo da Copa em Itaquera, ninguém poderá andar de metrô pela cidade, principalmente na linha vermelha: todos os trens estarão circulando apenas num sentido, antes do jogo, e ficarão parados no pátio, esperando o jogo acabar, pra levar a galera de volta ao centro, onde ocorrerão os eventos oficiais da FIFA.
Não vi nada em relação a duplicar a Radial, a partir da Vila Matilde, tão pouco em reestruturar da linha da CTPM que atende a região. Nem construção de Hotel, Shopping, Bares, nada... Algo que poderia gerar renda na região e evitar que muitas pessoas saíssem do bairro para trabalhar, passado o evento.
O legado será o estádio, e nada mais! Viva o churrasquinho de gato e a 51!!!


Sabe?

Tipo de gente que bate no peito por não ter nenhum preconceito. Porém, quando precisa dizer que uma pessoa é negra, sem se dar conta, baixa sutilmente o volume da voz.

E tem início mais uma Olimpíada



Para inglês ver   Certo, você é meio intelectual, meio de esquerda e considera o chamado Funk Pancadão “legítima manifestação da cultura popular carioca”. Tati Quebra-Barraco é “um tapa na cara da elite brasileira” e a perseguição - promovida por uma “minoria reacionária e ignorante” - a este gênero musical “é análoga à discriminação que o próprio samba sofreu em seus primórdios”.
.
Mas não ouse negar que, ontem, ficou profundamente aliviado quando viu a chata da Marisa Monte, toda etérea, atravessar o estádio ao som de Bachianas No.5; que coraria se, ao invés de Villa-Lobos, subisse ao palco uma equipe da Furacão 2000.
.
Em casa, marrento, sobe a voz e defende que Dako é bom; lá fora, porém, complexado, enruste.
.
.
Para gringo ver   Como bem observou Celso Unzelte durante o Pontapé Inicial de hoje, a narrativa daquela encenação toda - conduzida pelo gari-passista Renato Sorriso, encarregado de apresentar o Brasil para um segurança londrino - lembrou, e muito, a clássica seqüência protagonizada por Zé Carioca e Pato Donald no curta Aquarela do Brasil, de 1942.
.
Mas a referência é tão clara que fica difícil de acreditar que não tenha sido proposital – embora eu ainda prefira pensar que, passados 70 anos, já não precisamos mais buscar em Walt Disney uma linguagem capaz de nos traduzir para o mundo.
.
.
Mandou bem   O grupo Kraftwerk foi incumbido de representar os povos indígenas do Alto Xingu e não decepcionou!!
.
.
.
.
Agora é Rio 2016   Elaborar as cerimônias de abertura e encerramento será uma baba, estou tranqüilo quanto a isso. Temos 4 anos pela frente e belezas de sobra para mostrar (porém, não se deixem iludir pelo cartão de visitas apresentado ontem: Cláudia Leite estará lá!).
.
Quanto à estrutura logística, a coisa já começa a ficar mais complicada... Mas também não é nada que algumas dúzias de licitações superfaturadas não possam resolver. Confio plenamente nesse nosso, digamos, talento natural para resolver as coisas na última hora.
.
Nada disso é problema.
.
Agora, duro mesmo será driblarmos a anunciada tragédia no quadro de medalhas, formando, em apenas 4 primaveras, uma base de atletas jovens e promissores, capazes de ao menos lutar pelo pódio em todas as principais categorias olímpicas.
.
Oremos: esse milagre, sim, é que eu quero ver.
.
.

domingo, 12 de agosto de 2012

Fim da festa

Prata amarga

Ok, essa seleção masculina de vôlei conquistou todos os títulos possíveis nos últimos 12 anos e, portanto, tal como a feminina, não tem que provar nada para ninguém. Isso é fato.
 . 
O grupo jogou no limite físico, inclusive com jogadores às portas da aposentadoria ou voltando de contusão. Isso também é fato.
.
Considere-se, ainda, que o desempenho recente desses atletas - sobretudo, o apresentado no último Mundial - fez com que eles chegassem a Londres desacreditados, "correndo por fora". Nesse sentido, a medalha de prata é mais que bem-vinda.
 . 
Concordo com tudo isso.
 . 
Mas convenhamos: um grupo experiente desses não podia ter levado uma virada inacreditável como essa após ter atropelado os russos nos dois primeiros sets. Muito menos tendo, por duas vezes, o match point no terceiro set!
.  
Foi amarga a derrota.

*****

Alguém mais tem a impressão de que o tardio retorno de Ricardinho à seleção tem mais a ver com sua preparação para, num futuro próximo, assumir o posto de Bernardinho que com seu atual desempenho em quadra?


Uma musiquinha pra relaxar...


Ficha Técnica:
1961 in Baden-Baden Germany

John Coltrane - soprano sax, tenor sax
Eric Dolphy - flute, alto sax
McCoy Tyner - piano
Reggie Workman - bass
Elvin Jones - drums

sábado, 11 de agosto de 2012

E agora mano??

O negócio é o seguinte: de todos os atletas olímpicos, os únicos que devem ser cobrados de forma peremptória são os jogadores do futebol. Ganham milhões, têm toda a estrutura em suas equipes e na Seleção e têm o dever de mostrar resultados. Muitas pessoas estão malhando os demais atletas que não foram bem e, os jogadores de futebol, vão ouvir uma crítica aqui, outra ali,  e voltarão para seus times, jogarão seus campeonatos e tudo será esquecido. Suas vidas de luxo e mordomia seguirão seu rumo normal, enquanto os atletas do boxe, só pra citar um exemplo, voltarão a sua árdua batalha atrás de bons patrocínios, de estrutura e respeito da sua Confederação.



Nostalgia

Às vezes ainda me pego procurando pela União Soviética no quadro de medalhas.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Esse já nasceu de bigode!

.
Sonny Boy Williamson II, mais malandro que a própria malandragem...

Uma musiquinha pra relaxar...

Uma verdadeira declaração de amor...!

Pergunta

Esse tal Futebol Masculino faz parte mesmo das Olimpíadas?

Ctrl+C / Ctrl+V

"Na minha visão, a mídia nativa peca de todos os pontos de vista. Ela não prima na lida com o vernáculo e pelo bom gosto.
(...)
Os jornais são feios e mal impressos, do encontro com eles sai-se de mãos sujas. As seções de cultura destinam-se claramente a indigentes, e as colunas sociais, banidas há muitas décadas nos países civilizados, são mantidas para falar daquelas 837 inextinguíveis personagens. Comparada com a mídia de outras nações, a nativa habilita-se a inspirar sentimentos de pena em almas caridosas.
Cabe registrar, porém, algo pior, muito pior. Ao noticiar os fatos da política, ou quaisquer outros relacionados com o jogo do poder, a mídia nativa é profundamente desonesta. Desde sempre, arrisco-me a sustentar. Ou, por outra, omite, inventa, mistifica, mente, tempo adentro, certa de que nada acontece se não for notícia nos seus espaços. E tão segura na crença a ponto de se tornar vítima de si mesma ao enxergar a verdade onde não está e viver uma miragem compartilhada por quantos se abeberam à sua fonte.
O conjunto da obra está longe de ser animador. De todo modo, o assunto da reportagem de capa desta edição, a revelar as parcerias entre a revista Veja e o contraventor Cachoeira, soa-me inédito. (...) Que me lembre, nunca houve órgão midiático, ou jornalista, capaz de chegar tão longe."


Editorial da edição nº 710 de Carta Capital, por Mino Carta. Leia a íntegra.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Orelhão de Ficha

Esse blues me trás a mente reminiscências de outrora... Num tempo em que dar rolê nas ruas do Alto da Boa Vista era chamado de "Comando" pelos estudantes do Instituto Radial de Ensino e Pesquisa...! Tempos em que se podia tomar uma cerveja decentemente sendo atendido por um garçom chamado James...  Não existia bilhete único, se comprava cachorro quente com passes de ônibus e aparelho celular era um luxo quase inatingível.
Era um tempo de cd-rom de 16x e velozes 486 dx-2 equipados com o moderno windows 95. 
Um tempo em que a frase "caiu a ficha?" tinha um sentido físico, palpável, local e DDD...!


quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Uma musiquinha para relaxar...


Mensalão ou Olimpíadas?? Você escolhe o show...

Tá uma loucura as transmissões da TV aberta: de um lado, a Record, com sua transmissão "exclusiva" das Olimpíadas 2012. Do outro, a Globo, e sua cobertura do mensalão.
Toda poderosa, a Globo teve que se contentar com o mensalão, pois Jogos Olímpicos só na concorrência (tv aberta). Ouvi (e vi) até o Tiago Leifert choramingando que não poderia transmitir imagens do Ouro na Argola, porque tinha que respeitar o prazo de transmissão para as emissoras que não possuem os direitos televisivos. Só faltou dizer que era um absurdo... 
Na Record, a transmissão tem que dar um melhorada no esquema: saber priorizar a exibição de esportes e jogos, melhorar o nível dos comentarístas, etc, etc, etc...
Sobre o mensalão, a Globo se dedica de corpo e alma: transmite trechos dos diálogos dos Exmos. Ministros e Juízes, "doa" tempo generoso do JN à transmissão do evento, promove retrospectivas do caso e vai fundo no dever de informar o cidadão. Uma beleza... Eu, sem querer insinuar nada, pergunto: se a Globo estivesse transmitindo os Jogos Olímpicos, qual seria a parcela de tempo dedicado ao "maior julgamento da história do STF"?
Enfim, você escolhe o show... Mas cuidado para não se tornar o artista do picadeiro...!

De A a Z (*)

Alvinegro. Blues. Cinema. Deep. Escárnio. Física. Gol. História. Ira.  Jorge. Kitsch. Lula. Marias. Newton. Ogum. Purple. Quimera. Razão. São Carlos. Tempo. Uísque. Verbo. Waterloo. XX. Yyz. Zé.

(*) Porque, como diria Abelardo Barbosa, "nada se cria", etc .

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Estréia

Acredito que o título desse som tem total relação com a intenção desse blog. E nada melhor do que estrear no mês do cachorro louco, com uma lua azul.